"A revelação das tuas palavras esclarece e dá entendimento aos simples" (Sl 119.130)

Como priorizar a leitura

Definir prioridades de leitura

Nossa leitura pode não ser disciplinada, eficiente ou frutífera até que leiamos com propósito. Antes de começar a leitura de um livro, determine o porquê você está lendo.

Muitas vezes negligenciamos o que não priorizamos. E a leitura é muitas vezes negligenciada porque não é uma prioridade; e não é uma prioridade porque não definimos claramente os nossos objetivos de leitura. Uma vez definido o propósito de nossa leitura, torna-se muito mais fácil ver o valor prático dos livros em nossas vidas.

Liste tudo o que você quer ler e precisa ler — liste até mesmo a leitura que faz por prazer. Em seguida, escolha livros que se alinham com essas prioridades.

Pare de fazer alguma coisa

Para todo o tempo extra de lazer disponível, cada um de nós tem um número limitado de dias em nossas vidas (Salmo 90). A brevidade da vida exige que limitemos as nossas prioridades. Ainda está à espera de ter tempo para ler? É possível que tenha que parar de fazer alguma coisa. O romancista Alan Bissett entende isso. Ele escreveu:

O leitor está sob ataque de centenas de canais de televisão, cinema 3D, um negócio de jogos de computador tão grande que supera Hollywood, iPhones, Wii, YouTube, jornais gratuitos no metrô, uma cultura imersa em celebridades, acesso instantâneo a toda a música já gravada, notícias de esportes 24 horas e caixas de DVD de seriados, tais como The Wire, Mad Men e Lost que replicam parte do escopo e profundidade proporcionado pela literatura. Níveis sem precedentes de dívidas do consumidor, e agora uma recessão, contemplam todos trabalhando mais horas. Um tempo de lazer que já era precioso foi mastigado por mensagens de texto, Facebook e emails. Quase toda a gente com quem falo afirma que “adoram livros, mas não encontram tempo para ler”. Bem, eles provavelmente poderiam encontrar … mas estão apenas escolhendo gastá-lo de forma diferente.1

O que compete com o seu tempo de leitura? O que é menos importante do que a sua leitura? Nada desperdiça mais tempo do que perseguir coisas sem um propósito. E dado que o adulto americano médio (18-34) investe apenas 10 minutos a cada dia de leitura, embora assista 116 minutos de televisão, eu acho que muitos de nós temos tempo que podemos gastar de forma diferente.2

Então o que precisa parar na sua vida para que a leitura comece a acontecer?

Ler três livros de cada vez

Tem dificuldade em encontrar tempo de leitura? Pode ser que você precise ler mais livros. É sério. Aconteceu uma coisa curiosa na minha vida. Descobri que quando comecei a ler três livros de cada vez, encontrei mais tempo para ler. Por quê? É muito simples, na verdade. Descobri que tempos diferentes no meu dia me permitiam ler diferentes tipos de livros.

Gosto de ler romances históricos, mas não leio um romance histórico logo depois de sair da cama de manhã. Gosto de ler teologia, mas raramente leio teologia à noite antes de ir para a cama. Gosto de ler épicos como O Senhor dos Anéis, mas não posso entrar num romance épico enquanto viajo.

Diferentes gêneros são adequados para diferentes tempos e ter três livros de diferentes gêneros me dá maior flexibilidade na captura de fragmentos de tempo ao longo do dia. Por outro lado, ler apenas um livro torna mais difícil encontrar tempo para ler, porque restringe o número de contextos. Deixe-me explicar.

Preserve o ambiente

Quando comecei a pensar sobre as situações em que procuro capturar fragmentos de leitura, comecei a ver que certos contextos favorecem certos tipos de livros. Aqui estão alguns desses lugares:

Leitura de mesa. Levanto-me da cama, sirvo café e vou para a minha mesa. Aqui é onde eu me encontro com Deus através das escrituras e muitas vezes onde eu mergulho em comentários sobre a Bíblia e a teologia. A maior parte da minha leitura devocional séria é feita naquela mesa, nas primeiras horas da manhã.

Leitura de cafeteria. Os livros mais longos e mais difíceis, os livros que requerem a atenção mais cafeinada, eu levo para a cafeteria em meus dias de folga. Lá eu invisto entre duas e quatro horas de leitura com foco singular. Uma vez que os fones estão posicionados, a música começa e a capa está aberta, o mundo ao meu redor desaparece.

Leitura de barbearia. O meu barbeiro tem 20 assinaturas de revistas porque as pessoas esperando têm tempo livre para ler. Nunca vou à barbearia sem um livro. Acho que posso ler qualquer tipo de livro nesse cenário.

Leitura de almoço. No trabalho eu posso muitas vezes ler um breve devocional em pequenos fragmentos do tempo. No trabalho, mantenho uma série de livros ao alcance do braço, incluindo uma cópia de O Vale da Visão na minha mesa. Costumo tirar 15 minutos durante a minha pausa para almoço para um breve devocional. É um ótimo momento para recalibrar o meu coração no meio do dia.

À noite é a leitura “o meu cérebro está queimado”. À noite, quando o sol se põe, as crianças estão dormindo e o meu cérebro se desliga do dia, gosto de ler romances históricos e biografias. Para mim, esse é o melhor momento para ler sobre a vida dos outros.

Leitura de cabeceira. Desafiando os especialistas em feng shui, tenho uma pilha de livros ao lado da minha cama. Estes são livros que eu li nos trinta minutos antes de eu adormecer e, cada um dos livros pode ser lido em pedaços curtos. Estes não são livros que pretendo ler de capa a capa. Estas são as minhas degustações de queijo, livros com capítulos selecionados que quero ler ou livros de poemas curtos ou livros emocionantes que eu mergulho ocasionalmente. Esta pilha de livros nunca é lida completamente, porque é uma pilha de livros que eu não tenho nenhuma intenção de ler completamente. Eu substituo a pilha de livros a cada dois meses.

Muitas vezes negligenciamos o que não priorizamos.

Leitura em viagens. Viajo um pouco. Mas levei algum tempo para descobrir como aproveitar ao máximo a minha leitura em viagens. Por um tempo viajei com ficção leve, pensando que um romance seria perfeito. Mas a minha leitura nunca foi elevada. Enquanto tentava ler romances no zumbido vibratório de uma fuselagem de jato, eu me encontrava adormecendo e perdendo o interesse. Mais tarde descobri que a 30 mil pés, a minha vida parece estar em perfeito foco. Uma vez que fiz esta descoberta, comecei a limitar minha bagagem de mão a livros de negócios, livros de vida cristã, e livros que me deram instrução suficiente para estimular a reflexão e planejamento sobre minha família, meu trabalho e minhas prioridades de vida. Eu saio do jato com páginas pensativas de reflexão pessoal, uma energia renovada para a vida e um foco claro em meus objetivos primários.

Ao ler vários livros ao mesmo tempo, tenho a flexibilidade de ler certos livros em certos contextos. Tenho certeza que as suas prioridades e seus ambientes de leitura serão diferentes dos meus. Mas pense cuidadosamente sobre estes ambientes, porque cada ambiente irá favorecer certos tipos de leitura.

Conclusão

Podemos encontrar o tempo necessário para ler livros. Mas isso requer uma reflexão pessoal sobre uma série de tópicos relacionados.

  • Espere resistência do seu coração.
  • Arranje tempo para ler, não crie desculpas para não ler. Todos temos boas desculpas.
  • Cultive o apetite por livros lendo (e relendo) grandes livros.
  • Defina as suas prioridades de leitura e deixe-as conduzir as suas seleções de livros.
  • Pare de fazer outra coisa para ter tempo para ler.
  • Tente ler três (ou mais) livros de cada vez e tire proveito dos ambientes.

Você não precisa ser um crítico de livros profissional para ler muitos livros. E também não precisa ser brilhante. Mas tem que ser intencional e consistente. E se você conseguir disciplinar a si mesmo, vai encontrar o tempo que precisa para ler.

Notas:

  1. Alan Bissett, “Who Stole Our Reading Time?” Books Blog, The Guardian, Fevereiro de 2010, http://www.guardian.co.uk/books/booksblog/2010/feb/02/who-stole-reading-time.
  2. National Endowment for the Arts, To Read or Not to Read: A Question of National Consequence, no. 47, November 2007, http://www.nea.gov/news/news07/TRNR.html.

Esse artigo é adaptado de Lit!: Um Guia Cristão para a Leitura de Livros de Tony Reinke.

Tony Reinke é jornalista e atua como escritor sênior no Desiring God (desiringGod.org). É o apresentador do podcast Ask Pastor John, programa com o teólogo John Piper, e autor de diversos livros. Também escreve no blog tonyreinke.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *