"A revelação das tuas palavras esclarece e dá entendimento aos simples" (Sl 119.130)
Foto de Matias North. Moça deitada lendo livro em sofá verde.

Quatro benefícios da leitura ficcional

Se você for pelo menos um pouquinho parecido comigo, você pode não ser muito atraído por leitura ficcional. Tenho a tendência a querer resultados imediatos e quantitativos, ou algum crescimento, dos livros que decido investir meu tempo e recursos. Assim, minhas prateleiras estão cheias de livros não-ficcionais que me ajudam a aprofundar a minha compreensão de teologia, igreja, liderança, escrita, finanças (e sim, também marketing).

Que valor podemos obter com a literatura ficcional? Leland Ryken afirma:

A literatura é uma forma de descoberta, percepção, intensificação, expressão, interpretação, criatividade, beleza e compreensão. Estas são atividades e qualidades que enobrecem. Para um cristão, elas podem glorificar a Deus, um dom de Deus para a raça humana a ser aceito com entusiasmo. 

Leland Ryken

Aqui estão mais alguns benefícios de ler ficção:

1. A ficção nos ajuda a explorar experiências humanas abstratas.

A literatura ficcional pode nos ajudar a explorar experiências humanas abstratas. Cada um de nós participa da irmandade da humanidade. E, por compartilharmos experiências similares, escritores de diferentes eras, culturas e até mesmo cosmovisões podem se conectar conosco em um nível profundo. Os melhores autores de ficção descrevem a nossa experiência humana comum de modos que são comprovadamente difíceis para as demais formas de escrita. Isso significa que a literatura ficcional pode ser, por vezes, mais real do que a não ficção. 

Os romances são livres para irem além das particularidades da história, até a universalidade da experiência humana, até conceitos abstratos e filosóficos tais como amor, ódio, bondade e mal. Com tal liberdade, o autor pode explorar a condição humana em maior profundidade. Valendo-se das experiências da alma humana, o autor tece uma teia de credibilidade que é potencialmente mais convincente do que o relato histórico. Conforme o enredo se intensifica, o leitor se identifica com a provável experiência dos personagens fictícios. A história inventada serve para conduzir o leitor às mais importantes esferas da realidade.

2. A ficção aprofunda a nossa apreciação pela experiência humana concreta. 

A literatura ficcional pode aprofundar a nossa apreciação pela experiência humana concreta. Ao recontar a vida com palavras, os romancistas intensificam a nossa sensibilidade às experiências humanas comuns. A literatura dá profundidade à experiência humana e à beleza natural. Deus capacitou os autores a dirigirem a nossa atenção para as coisas que já banalizamos – tais como as gotas de água refletindo o brilho do sol em uma folha depois de um temporal de primavera – e estas imagens intensificam a nossa experiência com o mundo que vemos ao nosso redor.

3. A ficção amplia o alcance das nossas experiências. 

A literatura ficcional amplia o alcance das nossas experiências. Recebemos apenas uma chance nesta vida. Temos um corpo, uma mente e uma vida para viver. A leitura nos dá a oportunidade de vivenciarmos as experiências de outras vidas de forma vicária. A literatura nos apresenta a vidas, experiências, pensamentos e sentimentos de outros, mesmo daqueles personagens que são o produto da mais louca imaginação do autor.  Ao fazê-lo, a literatura expande nossas próprias experiências e nos leva a crescer em nossa compaixão para com os demais. Por meio da literatura, podemos provar as experiências da vida daqueles que vivem em terras distantes, culturas distintas e em gerações que já foram extintas.

4. A ficção proporciona a apreciação da beleza e da criatividade.

A literatura ficcional proporciona a apreciação da beleza e da criatividade. A melhor ficção é bela, e esta beleza encontra sua origem na beleza de Deus. Nós encontramos beleza na literatura porque o nosso Criador agraciou o mundo com artistas que refletem a beleza que se origina nele mesmo. Esta bela literatura pode ser apreciada para a glória de Deus mesmo quando brota dos dedos de um não cristão. Os cristãos podem e devem ler literatura simplesmente pelo prazer de fazê-lo. Ao apreciarmos a beleza da literatura, nós honramos a Deus, o Doador de toda beleza.

Essas são algumas razões pelas quais devemos abraçar a ficção “com entusiasmo”.

Esse artigo é adaptado de Lit!: um guia cristão para a leitura de livros.
Artigo original: https://www.crossway.org/articles/4-benefits-of-reading-fiction/
Tradução: Maryssa Caetano Pereira

Tony Reinke é jornalista e atua como escritor sênior no Desiring God (desiringGod.org). É o apresentador do podcast Ask Pastor John, programa com o teólogo John Piper, e autor de diversos livros. Também escreve no blog tonyreinke.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *